Contrate pela atitude, não pela aptidão

Acompanhando uma conversa em um grupo de WhatsApp sobre uma vaga para um profissional que soubesse métodos ágeis, percebi algo importante que devo ressaltar, especialmente para os gestores e recrutadores.

Contrate baseado na atitude, não na aptidão.

Aptidão é quanto o candidato sabe em relação a assuntos específicos. Por exemplo, na área de métodos ágeis estão buscando candidatos conhecem: Scrum, técnicas de facilitação, formas de priorizar tarefas e requisitos, como fazer TDD, entrega continua, etc.

Atitude demonstra a forma como agimos. Atitude reflete o comportamento da pessoa, a sua intenção, o seu propósito.

São muitos os buzzwords que emergem no mundo dos métodos ágeis: MVP, OKR, assessment disso, assessment daquilo, e inúmeros canvas (até eu já batizei um canvas). E isso provavelmente vai continuar assim, sempre surgindo novos termos.

Então não tem como o candidato ter aptidão em todos. Mas não se preocupe com isso. As pessoas aprendem. Estamos sempre aprendendo novos truques. Tem muita gente boa e excelentes recursos para ajudar com todo esse aprendizado. O bom profissional sabe onde buscar esse aprendizado. E a boa empresa ajuda com essa busca: libera o povo para conferências e eventos, fomenta treinamentos, realiza clube de livros, comunidade de prática, dentre outras iniciativas relativamente simples e efetivas.

Entretanto, o que é difícil de mudar, ou de aprender rapidamente, é a tal da atitude. Pode até mudar, mas vai levar mais tempo.

E sabe o que é mais importante para uma pessoa, um time, um departamento, uma empresa que quer ser super ágil?

A atitude!

Então, por favor, simplifica a descrição da vaga, mas deixa claro (e entreviste para isso) que atitude é muito mais importante que aptidão.

attitude-atitude-recruiting-candidato

Comentários no LinkedIn.

UA-3488176-1