Contrato aberto ou menos detalhado

Outro dia aprendi algo bem interessante com o Rafael Sabbagh. A discussão não deve ser se o contrato é aberto ou fechado, mas sim se o contrato é menos ou mais detalhado.

Isso faz muito sentido. Quanto mais detlhado o contrato, menos flexibilidade o time terá para adequar e aceitar mudanças. No nosso mundo ágil esta é uma das premissas mais importantes: Aceitar Mudanças.

Sim, aceitar mudanças. Mudanças do mercado, de requisito, de rumo! Somos influenciados por Lean Start up. Conseguimos fazer o tal de Inspect and Adapt. E seguimos práticas de desenvolvimento que nos permitem verificar se a mudança de hoje mnão quebrou o sistema.

Daí a sabedoria do Sabbagh quando diz que devemos falar de contrato com maior ou menor nível de detalhamento. Se detalhar demais, vai ter que ou (1) mudar o contrato, ou (2) trabalhar em algo que não está no contrato e provavelmente deixar de fazer algo que estava no contrato.

Valeu Sabbagh! Neste momento estou trabalhando num contrato. Sim, o escopo é fechado, mas em um nível bem elevado, sem muito detalhamento. Permitindo assim as mudanças que hão de vir.