Direto ao ponto: a diferença entre custos e desperdícios

Pergunta: Caroli, cancelaram a inception do meu projeto. Falaram que era para reduzir os custos. O que eu faço?

Resposta: Já foi cancelado?! Não vai ter mesmo?  Putz, só lamento. Nem sei o que falar. Mas sei que esse projeto vai ser desafiador.

 

Segue abaixo o texto (rant em inglês) que escrevi sobre isso.

 

OK, então estão querendo cancelar a inception enxuta para reduzir custos do projeto. Então precisamos conversar sobre a diferença essencial entre custos e desperdícios.

custo – substantivo masculino

esforço, trabalho empr. na produção de bens e serviços.

No caso da inception enxuta, o custo para entender, alinhar e criar o plano de desenvolvimento do produto baseado no conceito de MVP—minumum viable product, ou seja, o mínimo de esforço para alcançar o máximo de aprendizado/resultado sobre o produto.

desperdício – substantivo masculino

uso sem proveito; perda.

No caso de não haver uma inception enxuta, o desperdício de trabalhar na criação de features que não tem proveito no aprendizado/resultado sobre o produto.

dinheiropeloraloblog-720x320

Antes de continuar com meu rant, quero esclarecer que acho excelente a iniciativa de eliminar ou reduzir as atividades que não agregam valor. Exatamente isso, temos de estar sempre buscando maior eficiência. Olha para o seu último projeto e me responda: quais atividades não agregavam tanto valor assim? Cria essa lista e vamos pensar em melhorias.

Mas cuidado. Reduzir custos pode acabar aumentando desperdícios. Muitas vezes, precisamos reduzir custos. E, na busca de diminuir gastos, acabamos cortando algumas atividades.

E foi isso que aconteceu no seu projeto. Alguém disse: “Corta logo essa atividade no início do projeto: Inception. Nem sei o que é isso. Todo time junto, por uma semana?! Inception cancelada. E, se o time reclamar muito, fazemos uma sessão remota. Algumas poucas  horas onde o Product Owner, ou alguém do negócio explica para eles o que tem de fazer.”

Ou seja, acabaram de cortar aquela atividade onde o time todo ia participar ativamente, para se alinhar, definir e fazer a coisa certa. A falta de alinhamento e entendimento sobre o mínimo viável vai gerar desperdícios. E esses desperdícios vão afetar o orçamento do projeto. Mais uma vez irão buscar algo para cortar. O que será agora?

 

Agora um outro alguém vai dizer: “Mas quem é o culpado por isso? O Product Owner? O time? Sei lá. Mas isso tem de ser resolvido. Isso. Não sei exatamente o que é isso. Afinal de contas não estamos alinhados. Mas sabemos que estamos atrasados e com problemas. Precisamos de uma sala de guerra. Coloca todo o time em uma sala de reunião. Pronto, essa passa a ser a sala do time. Sim, compra a passagem para quem está remoto. Para ontem! Quero todos nessa sala, suando a camisa.

Quem criou o plano desse projeto? Não pensou nos custos? O quê? Como assim esse projeto não teve uma inception enxuta? Começamos sem saber o que seria o primeiro MVP? O time não estava alinhado com o que ia construir? Precisamos conversar. Direto ao ponto: Você sabe a diferença entre custos e desperdícios?”