Direto ao ponto com Scrum

A inception direto ao ponto gerou o Sequenciador de Features.  O sequenciador auxilia na organização e visualização das funcionalidades e na entrega incremental do produto mínimo viável, os MVPs. O sequenciador organiza e planeja entregas do produto além do primeiro MVP. Além dos cartões de funcionalidades sequenciados, o sequenciador mostra claramente o agrupamento de funcionalidades para cada MVP. Isto é representado por post-its na lateral direita do sequenciador.

mvp-example-grass

evoluindo o produto via MVPs – tesourão é o MVP para cortar grama

 

Após o entendimento e alinhamento alcançados na inception enxuta, é chegada a hora de construir as funcionalidades do MVP. Scrum é um excelente framework para auxiliar na gestão e alinhamento do time nesta etapa de construção. Este artigo resume como aplicar Scrum para a construção dos MVPs.

MVP, funcionalidades e histórias do usuário

O Sequenciador de Features retrata a relação entre MVP e funcionalidades. Mas, tipicamente, as equipes Scrum trabalham com histórias de usuários. Portanto, você deve detalhar um pouco mais, e realizar o mapeamento de funcionalidades para histórias.

As funcionalidades são tipicamente descritas em um nível mais elevado do que as histórias do usuário. Portanto, antes da reunião de planejamento da sprint, o próximo conjunto de funcionalidades deve ter sido analisado e detalhado em suas respectivas histórias de usuário.

Segue abaixo um exemplo de funcionalidade que foi dividida em três histórias.

Funcionalidade: Consultar partidas sem geolocation

Histórias 1:
Como um peladeiro não-cadastrado
Eu quero consultar partidas próximas  a um endereço informado
Para que eu encontre um jogo próximo ao meu local atual

História 2:
Como um peladeiro cadastrado
Eu quero consultar partidas próximo ao meu trabalho
Para que eu encontre um jogo próximo ao meu trabalho

História 3:
Como um peladeiro cadastrado
Eu quero consultar partidas próximo a minha  residência
Para que eu encontre um jogo próximo a minha residência

Plan – do – check – act

O planejamento da Sprint, o trabalho durante o Sprint,  a revisão da Sprint, e a retrospectiva determinam um ciclo PDCA. O sequenciador auxilia no acompanhamento do ciclo PDCA.

pdca-mvp-canvas

Antes da reunião de planejamento,  as próximas funcionalidades devem ter sido analisadas em detalhe e detalhadas em histórias do usuário.

sprint-planning-mvp

Na reunião de planejamento da sprint, a equipe scrum vai decidir as
as histórias a serem trabalhados na sprint, definindo o sprint backlog. Para fazer tal decisão , a equipe deve consultar o sequenciador. Basicamente, a equipe deve selecionar as histórias relacionadas as próxi9ams funcionalidades do MVP em construção.

Durante o sprint a equipe vai trabalhar nas histórias do sprint backlog.

sprint

Na reunião de revisão do sprint, a equipe scrum irá rever o trabalho realizado durante o sprint. Neste momento, a equipe deve revisar e atualizar tanto as histórias do sprint backlog,  quanto as suas respectivas funcionalidades no sequenciador.

sprint-review-mvp

Com o sequenciador atualizado, a equipe pode (e deve) verificar quanto falta para terminar o MVP . E, se necessário, a equipe de agir (ACT) para ou (1) alcançar, ou (2) realinhar as expectativas de entrega do MVP. Tipicamente, as reuniões de retrospectiva geram action items para o próximo Sprint.

Assim que todas as funcionalidades do MVP estiverem completas, o mesmo deve ser disponibilizado para os usuários finais.

Construir, medir e aprender

Com o lançamento do MVP você vai começar a coletar dados sobre as funcionalidades recém liberadas no seu produto. Estes dados fornecem o feedback necessário para validar as hipóteses do negócio.

build-measure-learn-mvp

Com base nessas validações, você poderá verificar se o Sequenciador de Features ainda faz sentido. Dependendo do aprendizado, você define seus próximos passos: mudar de direção, cancelar, ou realizar outra inception enxuta.

Exemplo de aprendizado 1:
– Sim, havia grama a ser cortada e tem gente utilizando o tesourão.

– Vamos continuar seguindo o sequenciador e construir um cortador de grama.

Exemplo de aprendizado 2:
– Ops , ninguém usou o tesourão que acabamos de construir.

– Vamos cancelar este projeto, e redirecionar a verba e a equipe para aquele outro produto bombástico.

 

Leia mais sobre o assunto no eBook (Grátis): DevOps para entrega de produtos enxutos.

UA-3488176-1