Inception; O quê? Quem? Onde? Quando? Como?

Um projeto ágil é conduzido através de entregas rápidas e frequentes. Um projeto bem executado coloca ênfase em entregas de valor de acordo com objetivos de negócios e os usuários de destaque. Projetos ágeis promovem a liberação incremental de software: o MVP. O produto viável mínimo, em Inglês Minimum Viable Product (MVP), é a versão mais simples de um produto que pode ser disponibilizada para o negócio. Diferentemente de produtos criados da forma tradicional, tipicamente com um período longo de criação de protótipo, análise e elaboração. O MVP foca no produto mínimo, validação de pedaços menores, bem menos elaborados do que uma versão final, mas viável para verificar se o direcionamento está correto. Para começar um projeto ágil precisamos de um entendimento comum dos objetivos do negócio e os usuários de destaque. Com base nesse contexto, buscamos o esclarecimento dos pedaços menores que compõem o MVP, com a finalidade de gerar um plano para o acompanhamento do projeto.

A Fase de Inception

Mas como realizar o entendimento do MVP e a iniciação do projeto ágil o mais rápido possível? Como garantir que o time começe o projeto com entendimento compartilhado, direção, prioridade e um plano bem definido?

O workshop de Inception Enxuta, DiretoAoPonto

Em uma única semana de trabalho colaborativo, vamos compreender os objetivos do produto, os principais usuários, e o escopo funcional de alto nível tal que o tamanho do projeto pode ser estimado e uma estratégia de lançamento incremental dos MVPs possa ser identificada.

O workshop de Inception

Usando uma série de atividades colaborativas, iremos:

  • Descrever a visão do produto
  • Priorizar os objetivos de negócio
  • Descrever os usuários, seus perfis e necessidades que impulsionam a funcionalidade do produto.
  • Entender o escopo funcional de alto nível
  • Detalhar percepções de risco, esforço e valor de negócio por área funcional.
  • Descrever as principais jornadas de usuários
  • Definir um roteiro de lançamento incremental, mostrando claramente os incrementos de MVP.
  • Estimar esforço por amostragem
  • Calcular custos e especificar datas e cronograma de entrega

A sala de guerra

A sala de guerra

A sala de guerra deve caber toda a equipe confortavelmente e prover o ambiente para as atividades colaborativas. Ela também evita qualquer desperdício de tempo, dado quando pessoas se deslocam de uma sala para outra.  Todas as informações são criadas e permanecem em um mesmo lugar. É importante manter as informações numa mesma sala, isso evita seu transporte e a documentação prematura. Todos podem e devem fazer as anotações à mão (cartões, post-its, flip-charts, etc) e colocá-los nas paredes e mesas, de forma que as informações fiquem visíveis a todos. Não subestime o valor da interação face a face. Tecnologias inovadoras, como vídeo conferência e documentos compartilhados facilitam o trabalho remoto entre as pessoas. No entanto, a interação face a face durante o workshop possibilita o árduo trabalho nas atividades colaborativas. É a garantia que todos estarão presentes e participativos.

A Agenda Burn-up

A agenda burn-up ajuda com o gerenciamento de tempo e escopo de um workshop de Inception. Ter a agenda visível para todos constrói a confiança na gestão do tempo e no progresso das atividades como um todo. É uma ferramenta simples e eficaz para planejar e facilitar o workshop, e para chegar direto ao ponto.

agenda-burnup-semanal

O eixo vertical é a quantidade de tópicos ou atividades a serem realizadas e é medido em unidades personalizadas para a agenda específica do workshop. O eixo horizontal representa o temp­o, normalmente medido em horas ou dias.

Agenda planejada e a agenda burn-up

Sugerimos que utilize a agenda burn-up. Entretanto algumas pessoas, especialmente as que não vão estar dedicadas no workshop de Inception, precisam ter um entendimento da semana. Por tal motivo compartilhamos o template de agenda para este workshop.

Agenda planejada

Note nesta agenda que as atividades de kick-off e showcase do workshop estão marcadas em cor laranja, respectivamente no início e no final da semana. No mundo ideal, todos estarão presentes na sala de guerra durante a semana. Entretanto raramente temos a disponibilidade de agenda dos stakeholders. O mínimo necessário, é que os stakeholders participem das sessões de kick-off e showcase, onde são respectivamente, apresentadas as expectativas do negócio para a semana, bem como o resultado obtivo pelo time dedicado no workshop. Os demais dias são tomados por uma sequencia de atividades intensas, seguidas por períodos de consolidação. As atividades a serem seguidas, devem estar listadas na agenda burn-up.

Checklist para a Inception

  • Seleção dos participantes (stakeholders e membros ativos)
  • Disponibilização das agendas
  • Facilitador experiente
  • Reserva de sala (Manter a mesma sala alocada para a equipe durante o intenso período do workshop)
  • Flipchart, Cartões, Post-its coloridos, Papel A4 e Canetas para todos.
  • Coffee break

Stakeholders e membros ativos

O modelo de agenda planejada apresentou dois tipos de sessões (em cores laranja e azul), que correspondem aos níveis de participação: stakeholders ou de membros ativos.

  • Membro ativo é qualquer pessoa diretamente envolvida pela compreensão e implementação do produto. Estas são as pessoas que devem participar ativamente em todas as sessões do workshop. Estas podem incluir: Produt Owners, desenvolvedores, testadores, gerentes de projeto e experiência do usuário.
  • Stakeholder é qualquer pessoa impactada pelo projeto. São pessoas altamente interessadas no direcionamento e resultado da Inception, mas que não tem tempo para participar em todas as sessões. Estas podem incluir: patrocinadores, usuários finais, jurídico, vendas e marketing.

A técnica: Direto Ao Ponto

Direto Ao Ponto é uma técnica para compreender e planejar as entregas incrementais dos MVPs. A técnica organiza as ideias e funcionalidades em um modelo que busca compreender o objetivo principal do produto, considerando as jornadas dos usuários e os incrementos de entrega. Com atividades eficazes e rápidas, a técnica desafia as considerações tradicionais de projeto, como análise de requisitos, estimativas, escopo, capacidade e planejamento detalhado.

 

UA-3488176-1