O Canvas MVP

O Canvas MVP é uma ferramenta para validar ideias de produtos. É um quadro visual que auxilia empreendedores a alinhar e definir a estratégia do MVP–Minimum Viable Product, em inglês, a versão mais simples de um produto que pode ser disponibilizada para o negócio (produto mínimo) e que possa ser efetivamente utilizado e validado pelo usuário final (produto viável).

“Não desperdice tempo, dinheiro e recursos criando o produto errado.” – Paulo Caroli

Muitas vezes, exageramos ao construir um novo produto. Planejamos e adicionamos várias funcionalidades, pensando no produto final, que supomos atender a necessidade dos nossos clientes.

“As pessoas não sabem o que querem até que você mostre a elas.” – Steve Jobs

A verdade sobre startups e novos produtos é que ninguém sabe se vai dar certo. Se soubéssemos o que estávamos criando, então não seria um novo produto, mas algo que já existe.

Então, faça como o Facebook, o Groupon, a AirBnb, a Spotify, a EasyTaxy e vários outros exemplos de empreendimentos de sucesso. Adote uma nova forma de criar e evoluir produtos: desenvolva o produto mínimo viável, crie um canvas MVP.

Lean Startup + User Centric Design

Do Lean Startup, temos o loop construir-medir-aprender, um ciclo simples e direto, entretanto difícil de colocar em prática devido à dicotomia existente entre uma abordagem científica (construir para aprender) e uma abordagem centrada no usuário (aprender para construir).

Para auxiliar na compreensão e na construção do MVP, complementamos o loop do Lean StartUp com outro loop: usuário-jornada-ação, o qual traz uma abordagem de User Centric Design com foco no aprendizado sobre as personas e as suas jornadas.

VALIDANDO A IDEIA DO PRODUTO

Não crie funcionalidades para um MVP se você não souber descrever o que espera como resultado e como medir tais resultados.

Valide as hipóteses do negócio. Tente compreender melhor os seus usuários. Para tanto, planeje coletar dados de uso do MVP que te ajudarão a verificar o resultado/aprendizado desejado.

Depois de definir as funcionalidades do MVP, tente conectá-lo aos resultados esperados e às hipóteses do negócio. O modelo a seguir auxilia com tal declaração:

 

Nós acreditamos que… ESSE MVP

Vai conseguir… RESULTADO ESPERADO.

Sabemos que isso aconteceu com base em… MÉTRICAS PARA VALIDAR AS HIPÓTESES DO NEGÓCIO.

 

Tal modelo é uma adaptação do modelo de Jeff Gothelf para o desenvolvimento orientado a hipóteses.

Você precisa preencher este modelo, pois, se não conseguir completá-lo, não saberá o que esperar do MVP, ou não saberá como medi-lo. E, em qualquer um desses dois cenários, o produto estará à deriva, sem direcionamento.

MINIMIZE OS RISCOS COM PERSONAS SEGMENTADAS

Você está criando um MVP, logo precisa validá-lo. Pense em minimizar os riscos e aumentar o aprendizado. Para quem é este MVP? Dentro desse grupo de personas, qual o menor segmento para colocar esse MVP a prova?

Por exemplo, um MVP é inicialmente liberado a um grupo mais reduzido de pessoas. Depois de validado o resultado esperado, o MVP é liberado para um grupo mais abrangente, e , mais uma vez, validando o resultado, agora com maior abrangência

DESCREVA AS FUNCIONALIDADES DO MVP

Descreva quais funcionalidades compõem o MVP. Mas desafie-se tentando equilibrar a dualidade do produto mínimo viável: Esse é realmente o mínimo? Consegue fazer menos, reduzir algo, e ainda assim validar este produto?, VERSUS: Isso faz o produto viável? Precisa adicionar algo para evitar um MVP inacabado?

SEJA CLARO: PERSONA & JORNADA

Você está desenvolvendo o seu MVP com uma persona em mente – alguém que tem uma jornada com alguns passos para realizar um trabalho ou alcançar um objetivo. Descreva quais jornadas são atendidas ou melhoradas com este MVP.

CONVERSE SOBRE CUSTO & CRONOGRAMA

Estime o esforço, tempo e custo associado à criação das funcionalidades do MVP. Além do custo da criação, quais outros custos estão associados ao MVP?

Por exemplo: vai ter alguma campanha de marketing associadas a este trabalho? Algum outro gasto? Considere as respostas destas perguntas para detalhar o custo do MVP. Por vezes, associada à pergunta de custo vem também a pergunta sobre o cronograma, defina-o com clareza.

Os Blocos do Canvas MVP

O canvas possui sete blocos que descrevem: a visão do MVP, as hipóteses de negócios, suas métricas, as personas e suas jornadas, as funcionalidades, e o custo e cronograma para sua criação.

Segue a ordem recomendada para preencher e pensar sobre os blocos:

  1. Proposta do MVP – Qual é a proposta deste MVP?
  2. Personas segmentadas – Para quem é esse MVP? Podemos segmentar e testar este MVP em um grupo menor?
  3. Jornadas – Quais jornadas são atendidas ou melhoradas com este MVP?
  4. Funcionalidades – O que vamos construir neste MVP? Que ações serão simplificadas ou melhoradas neste MVP?
  5. Resultado esperado – Que aprendizado ou resultado estamos buscando neste MVP?
  6. Métricas para validar as hipóteses do negócio – Como podemos medir os resultados deste MVP?
  7. Custo & Cronograma – Qual é o custo e a data prevista para a entrega deste MVP?

 

Imprima o Canvas MVP agora mesmo

imprima colorido
imprimir em preto e branco
  • canvas_mvp_livreto-frente – Opção para quem quer o livreto Canvas MVP. essa é a página de frente (caso queira fazer o canvas dobrável, como um livreto; este pdf é  a frente, o pdf do canvas colorido, o verso

Assista a palestra sobre Canvas MVP na InfoQ:

paulo-caroli-canvas-mvp-infoq

 

Confira alguns exemplos de Canvas MVP:

Segue abaixo alguns exemplos de cada bloco do canvas MVP.

Proposta do MVP

  • Validar se alguém compraria um tênis sem experimentar, somente vendo a foto online
  • Validar se moradores de Madureira vão pedir um táxi pelo site
  • Verificar se alguém baixaria um app para encontrar partidas de futebol

Personas Segmentadas

  • Somente superintendentes e diretores do banco
  • Pessoas que pedem taxi no bairro Urca
  • Alunos da engenharia da PUC-RS

Jornadas

  • Imprime relatório para o caminhoneiro
  • Verifica seu saldo
  • Convida amigos para partida de futebol e aceita convite para partida

Funcionalidades

  • Cadastro de pelada
  • Cadastro de peladeiro
  • Consulta de pelada sem geolocation

Resultado esperado

  • Triplicar a taxa de conversão de novos usuários em duas semanas do lançamento
  • Dobrar a quantidade de boards criados por semana
  • Gerar um mínimo de 10 chamados por dia

Métricas para validação das hipóteses

  • anotando os dados do funil, específicos da taxa de conversão
  • medindo a quantidade de novos boards diariamente

Custo e Cronograma

  • 1 onda -> 14 dias de desenvolvimento
  • Total de 5 sprints
  • Data prevista: 16 de Março

 

Inscreva-se no próximo workshop Lean Inception do livro Direto ao Ponto e aprenda como alinhar as pessoas e criar o produto certo.