Você aprende para construir ou constrói para aprender?

Steve Jobs, Henry Ford e Eric Ries tiveram muito sucesso construindo para aprender. Gênios ou sabiam trabalhar com MVP (produto mínimo viável)?

iphone1-steve-jobs

“O usuário não sabe o que quer”, dizia Steve Jobs; e mencionava Henry Ford que dizia que seus usuários teriam pedido cavalos mais rápidos, e não carros (por volta de 1920).

fábrica da Ford (1921); fonte: wikipedia

fábrica da Ford (1921); fonte: wikipedia

Eric Ries dizia: “Saia do seu escritório e vá para as ruas. Teste logo o seu produto!”. Ele lançou um livro — The Lean StartUp — que fala sobre importância de fazer o ciclo: Construir-Medir-Aprender, com o foco em gerar aprendizado baseado no uso real do mínimo viável do seu produto.

build-measure-learn-mvp

Eu não sei sobre você, mas eu aprendi (nas aulas e livros sobre requisitos de software) que devia fazer pesquisa de mercado e ouvir os usuários. Corroborando com esses ensinamentos, emergiu o movimento Design Thinking, com muitas técnicas para você entrevistar seu usuário, entendê-lo melhor; e daí sim, pensar na solução para seus problemas.

Isso dá um nó na cabeça!

Mas felizmente eu desatei esse nó.

E a resposta estava no conceito de MVP.

construir-aprender - no background2

Não interessa qual movimento vem primeiro: Lean StartUp ou Design Thinking. O segredo é evoluir o produto centrado no conceito de MVP e no feedback dos usuários, seguindo as boas práticas e ensinamentos de ambos!

Comentários no LinkedIn.

 

 

 

 

 

 

 

UA-3488176-1