> Ouça este episódio

Eu sou o Paulo Caroli e este é o Podcast Mínimo Viável, onde compartilho conhecimento sobre as novas relações de trabalho e, assim, contribuo para a transformação de um mundo melhor.

No episódio passado, a gente conversou sobre uma década de reflexões sobre a Lean Inception e, neste episódio, ainda no parque de diversões, eu quero conversar sobre 3 segredos que eu tenho para muito sucesso em vários projetos ágeis os quais eu participei.

Atualmente, eu trabalho, principalmente, facilitando workshops colaborativos, seja para equipes de produto, ou streamline teams of work ou squads, a fazerem uma Lean Inception para conseguirem alinhar e decidir qual o produto ou como começar a função de um produto de muito sucesso, com workshops mais estratégicos, alinhando grupos estratégicos a decidir o portfólio de investimentos ou como trabalhar com inovação.

Durante muito tempo, eu trabalhei ajudando equipes. Equipe ágeis, ou times de produto ou squads, desenvolvendo algum produto ou projeto de software. Eu quero compartilhar nesse episódio 3 grandes segredos que eu sempre usei nos meus times.

O meu histórico é de passar em times de muito sucesso, não necessariamente eu, mas as equipes tinham muito sucesso e têm 3 aspectos que eu sempre prestava muito atenção e você até entende, se for ver os meus livros e o que eu venho compartilhando na última década, esses 3 principais aspectos que eu focava muito.

Primeiro, o que eu vou destacar são as Inceptions. Esses workshops colaborativos muito essenciais, especialmente, no início de uma iniciativa, de um projeto, de algo novo, que um grupo de pessoas se junta.

É muito importante esse alinhamento inicial, seja na visão do produto, seja no que é o MVP, seja na forma como o time vai trabalhar. Um propósito em comum que fica muito claro para o time. Então, uma vez que tem uma meta, um alinhamento inicial muito bem feito, que as pessoas entendem esse alinhamento.

Na verdade, essa palavra, é importante usar a palavra alinhamento em vez da palavra consenso, que a gente esteja alinhado no caminho que a equipe vai seguir, nos outcomes, nos resultados que a equipe persegue.

Quando o alinhamento começa muito forte, tudo vai ficar mais fácil, porque dali para frente o time já sabe qual é o norte que o time quer seguir e, de tempos em tempos, vai verificando e aí… estamos chegando nesse norte que a gente quer alcançar? Estamos alcançando os objetivos, o propósito desse time? Estamos alcançando essa visão do produto?

O segundo segredo que eu quero compartilhar ele é muito simples também: limitar o WIP (Work in Progress), o trabalho em andamento.

Isso vem da Lei de Little, de 1961, e é muito, quer dizer, não é simples de entender, mas é ela é muito efetiva. Eu dou exemplo até, no meu livro de Diagrama de Fluxo Cumulativo, que o meu bar de whiskey tinha 12 garrafas. Como ele tem 12 garrafas e cada dia eu bebo de uma garrafa diferente, leva mais tempo ao terminar uma garrafa. Eu vou levar mais tempo.

Aí quando eu ia pra casa de praia, eu levava uma garrafa de whiskey, eu bebia na mesma proporção que eu bebo todo dia bem pouquinho, aquela uma garrafa de whiskey acabava mais rápido. É a Lei de Little, se você limita o Work in Progress, limita aquilo que seu time está fazendo, seja produtos, seja a sustentação, seja as features que ele está criando. Vamos criar uma por vez e essa feature ela acaba mais rápido, porque estão todos trabalhando na mesma feature.

Então, eu sempre trabalhei dessa forma: um alinhamento muito forte no início da Inception, mas, depois, enfileirando o time para trabalhar em uma coisa por vez. Então, a percepção do cliente ou de quem está recebendo essa feature é que esse time é muito efetivo, porque ele terminou uma feature muito rápido.

Claro que ele está trabalhando em uma por vez. Então, esse é um segundo segredo que eu sempre usei e a percepção que sempre tinham dos times que eu estava trabalhando era que nossa… como esse time é rápido e realmente era né, que a feature acabava mais rápido, porque nós estávamos limitando o WIP.

O terceiro segredo para qualquer time de muito sucesso são as Retrospectivas. Independente de um alinhamento inicial, independente de limitar o WIP, a gente precisa estar parando periodicamente.

Eu até gosto de fazer Retrospectivas toda a semana. Curtas, fun, por isso que eu falo FunRetrospectives, e muito efetivas. Toda semana, a gente acompanhando com as pessoas e aí… como vocês estão se sentindo? O que a gente pode fazer para melhorar?

Isso é essencial. A gente vai e toda a semana você olha no olho das pessoas como um grupo. Não é um ano a um ano. Como um grupo, a gente se junta e fala e aí… como estamos nos sentindo? O que a gente faz para melhorar? Como estamos em relação a aquele propósito inicial? Como estamos em relação a alcançar isso? Como estamos em relação ao respeito mútuo entre as pessoas?

É Retrospectiva, independente do que aconteceu, a gente considera que todo mundo fez o que pode, dado a situação enfrentada. São Retrospectivas frequentes para, aí sim, a gente vai alcançar muito sucesso, porque a gente vai evoluir como um time.

É a questão daquela escala do Tuckman, a gente começa em formação e a gente vai melhorando. Vai ser um time que vai estar, em pouco tempo, você vai estar fazendo Retrospectiva frequente, vai ser um time que vai estar performando, que você vai alcançar esse nível de entrosamento entre as pessoas, porque você está, constantemente, ouvindo a todos nas Retrospectivas frequentes.

Esses são os 3 segredos que eu sempre usei nas minhas equipes de muito sucesso: Inception, para começar com o alinhamento muito forte, limitar o Work in Progress e Retrospectivas frequentes.

 

E aqui o episódio de hoje. Espero que você tenha gostado. Eu te peço para se inscrever e recomendar esse Podcast na sua plataforma de podcast preferido, como Spotify e YouTube, e nas redes sociais. Ou, como eu prefiro: recomende aos amigos. Assim, você me ajuda com a missão de compartilhar conhecimento sobre as novas relações de trabalho, de forma a contribuir para a transformação de um mundo melhor.

>>> Esse Podcast não tem patrocinadores. Então, se você vem curtindo esse Podcast e quer colaborar com a nossa equipe, vá em www.mepagaumcafe.com.br/caroli. Muito obrigado!

 

Notas do episódio:

Saiba mais sobre o Treinamento Lean Inception

Saiba mais sobre o Treinamento FunRetrospectives

Saiba mais sobre o Treinamento Lean Delivery