Temos defendido por muito tempo a ideia de que pensar em desenvolvimento de software como um projeto – algo com orçamento e um plano de entrega durante um intervalo de tempo limitado – não se encaixa às necessidades da empresa moderna. Software deve ser tratado como um produto ininterrupto que apoia e desafia o negócio que está apoiando. E tal apoio não está completo até que o negócio, e seu software, deixe de ser útil. Nossa observação sobre essa abordagem produtos mais que projetos, tanto com os nossos próprios projetos quanto para os projetos dos nossos clientes, faz-nos declarar que é a abordagem a ser usada por todos, a menos que seja um caso excepcional.

Saiu no Radar de Tecnologia da ThoughtWorks, de Abril de 2016: Technique: Adopt – Product over projects

E como está a sua organização? É um caso excepcional, ou já está gerenciando produtos mais que projetos?