O primeiro passo para fazer uma empresa ter sucesso é ter uma declaração de visão que todos possam entender.

Visão é o objetivo final. É um pensamento de longo prazo. Você deve descrevê-la como uma declaração clara e concisa de que todos a entendem e aderem a ela com paixão.

Abaixo estão alguns exemplos de declarações de visão:

“Nossa visão é criar um dia a dia melhor para muitas pessoas.” – IKEA

“Acelerar a transição do mundo para a energia sustentável.” – Tesla

“Nossa visão é ser a empresa mais centrada no cliente do planeta; para construir um lugar onde as pessoas possam encontrar e descobrir qualquer coisa que queiram comprar online. ” – Amazon

“Capacitar as pessoas por meio de um excelente software a qualquer hora, em qualquer lugar e em qualquer dispositivo.” – Microsoft

Presumo que você fez seu dever de casa e criou uma declaração de visão concisa e inspiradora. E agora?

Agora você precisa planejar como alcançar  a sua visão. Você tem que trabalhar na estratégia.

Estratégia é o caminho para fazer a visão acontecer.

E aqui você pode ficar um pouco sobrecarregado com tantas maneiras de pensar, planejar e executar a estratégia. Alguns desses termos: Waterfall, Agile, Lean, Design thinking, Lean StartUp, Dual track, OKR, Trabalhos a serem realizados, Lean Inception, Design Sprint, Double Diamond, 3Hs, Pace Layers, entre muitos outros.

Nós, como comunidade, temos usado e falado sobre todos esses (e muitos mais) conceitos porque estamos pressionando para melhorar, para ser mais eficazes. Mas existem tantas opções e combinações que você pode ficar confuso ou oprimido por tantas possibilidades.

Portanto, quero conectar alguns pontos que têm funcionado extremamente bem para mim e para muitos colegas. Não vou conectar todos os pontos, mesmo que sejam pontos incríveis. Farei algumas conexões nos pontos que tenho usado repetidamente com resultados surpreendentes e grande sucesso.

“Seja firme na visão, mas flexível nos detalhes.” JEFF BEZOS

Você deve seguir uma trilha, não um trilho. Seja ágil e flexível! Tweet This.

Se você quer um planejamento flexível, não seja como um trem que tem que seguir um trilho. Seja como um montanhista. Você tem a visão (o topo da montanha) e segue uma trilha. Considerando que a trilha não está totalmente mapeada (você está percorrendo alguns caminhos exclusivos e tomando decisões que não foram tomadas antes). Você fica de olho no topo da montanha, mas lida com o contexto atual, os aprendizados com o que aconteceu até agora para decidir os próximos passos para alcançar sua visão.

Aqui é onde você usa OKR (objetivos e resultados-chave).  Normalmente, você não está sozinho nessa busca. Você não está sozinho nessa caminhada pela trilha.

Como disse Bezos: Você deve ser firme na visão, mas flexível nos detalhes. OKR é uma ótima estrutura para ajudar com essa dualidade – firme e flexível.

Você deve ser firme na visão, mas flexível nos detalhes. OKR é uma ótima estrutura para ajudar com essa dualidade – firme e flexível. Tweet This.

OKR é a bússola que o grupo está carregando e que permite ao grupo responder a estas perguntas importantes: Como focamos nos resultados e como alinhamos todos no trabalho em direção aos mesmos resultados?

Os objetivos se alinham com as metas qualitativas em relação à visão – para onde queremos ir? -. Os resultados-chave são resultados quantitativos mensuráveis ​​que trabalham em direção aos objetivos – como sabemos se estamos chegando lá?

“Você poderia me dizer, por favor, que caminho devo seguir a partir daqui?”

“Isso depende muito de onde você quer chegar.”

“Eu não me importo muito onde -“

“Então não importa o caminho.”

Este é o diálogo entre a Alice e o Gato de Cheshire no incrível livro de Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas.

“Se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve.” – Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas. Seja intencional e decida seus passos com maestria. #OKR #LeanInception . Tweet This. 

Espero que você esteja convencido de que sua equipe deve usar OKR e que saiba para onde está indo.

Mas não é uma linha reta. Com certeza, existem muitos desafios e etapas intermediárias.

Os resultados (Outcome em inglês)  são as etapas intermediárias – nível de desempenho ou realização – em direção à visão. As entregas (Output em inglês) são os itens que contribuem para alcançar um resultado. Tweet This.

Visão e OKR trabalham para resultados. Mas ainda precisamos das entregas para nos manter avançando na tentativa de alcançar os resultados.

É aí que o Scrum entra em ação. Seguindo uma cadência, em cada Sprint planejamos, executamos e depois verificamos: Estamos construindo a coisa certa? As entregas estão na direção do resultado desejado?

“Scrum é um framework para desenvolver e sustentar produtos complexos. Esta definição consiste em papéis, eventos, artefatos e as regras do Scrum que os mantém integrados. ” – Scrum.org

Até aqui tudo bem. Temos uma visão, OKRs e uma cadência via Scrum. Mas no que estamos trabalhando, realmente?

Decidimos subir ao topo da montanha (temos uma visão). Decidimos usar o OKR para nos guiar. E tiraremos grande proveito da cadência e transparência que o Scrum nos fornece.

OKR com Scrum. Essa combinação é ótima como um processo para alcançar uma visão. Mas precisamos planejar antes de iniciar a caminhada. Precisamos alinhar as pessoas sobre a visão e os primeiros passos na trilha. No mundo do produto, precisamos alinhar as pessoas sobre a visão do produto e o MVP, o Produto Mínimo Viável.

A Lean Inception complementa essa excelente combinação: OKR com Scrum via Lean Inception.  A Lean Inception vai ajudar a:

  • alinhar as pessoas sobre a visão e os primeiros passos na trilha,
  • conectar a visão, os OKRs com a cadência do Scrum,
  • decidir o MVP e os entregáveis

A Lean Inception é um workshop colaborativo que ajuda um grupo de pessoas – um time Scrum, uma squad ou um time de produto – a entender, alinhar e planejar a construção do produto enxuto.

Essa é a parte 1 de 2 artigos sobre esse assunto… o próximo artigo desta série será sobre conectar mais alguns pontos… Descoberta, Lean Inception e Entrega.

>> Comentários no LinkedIn.

>> Interessado em Lean Inception? Participe da próxima turma desse treinamento.