Outro dia, facilitei uma retrospectiva para uma equipe que trabalha junta há mais de um ano. Duas das minhas paixões são inceptions e retrospectivas. Portanto, durante essa retrospectiva, fiquei muito interessado em ouvir mais insights sobre a inception desta equipe.

Ser um facilitador de retrospectiva é muito gratificante. Além de ajudar alguma equipe, você tem a oportunidade de ouvir muitos insights valiosos. Como os insights que compartilho neste post.

Como foi uma retrospectiva sobre um longo período, entre outras atividades, usei a atividade peaks and valleys. Nesta atividade, cada pessoa compartilha seus altos e baixos na linha do tempo do projeto.

Veja abaixo o resultado da atividade.

Não vou divulgar toda a conversa sobre os altos e baixos, mas compartilho  três momentos que me chamaram a atenção: Inception 1, MVP release e Inception 2. Volte para a imagem acima e tente adivinhar onde estão esses momentos.

E

Mais

Abaixo

Eu

Compartilho

a

Mesma

Imagem

Mas

Agora

Com

Indicações

Para

Estes

Três

Momentos:

Inception 1,

MVP released

E

Inception 2.

Como um facilitador de inception, eu vi isso muitas vezes: equipes sã0 mais felizes com um workshop de inception.

A inception ajuda no alinhamento sobre o trabalho, sobre como a equipe irá colaborar. Mas o principal benefício da inception é o aumento da felicidade da equipe.

O maior benefício da inception é muito mais do que os artefatos gerados pela mesma. É a melhoria do relacionamento e a felicidade coletiva dos participantes da inception.

Outro insight interessante compartilhado nessa imagem é sobre o lançamento do MVP. Para esta equipe, uma release de muito sucesso. Eu tive a oportunidade de ver esse padrão em outras equipes, as equipes para as quais facilitei uma inception e pude acompanhar os lançamentos de seus produtos.

A inception geralmente traz grande felicidade e um plano claro. Mas depois disso, a felicidade da equipe pode diminuir. Este é um padrão comum. Vai diminuir um pouco até o próximo grande momento em que a equipe se reune para comemorar algo muito importante: o lançamento do produto.

Portanto, trabalhando com MVP, o tempo entre a inception e o lançamento é curto. Esta é uma das razões pelas quais prefiro um Lean Inception – que define um plano para o MVP – ao invés de uma inception que gera um release plan que leva muito tempo.

Essa equipe compartilhou mais um insight valioso nesta retrospectiva: Após o lançamento bem-sucedido do MVP, o contexto de trabalho mudou bastante (e o plano não fazia mais sentido). A equipe demorou para reagir e agendar a inception 2, quando a felicidade e o moral da equipe subiram novamente.

Aqui eu vejo dois cenários diferentes:

  1. A equipe lança o MVP; o contexto não muda significativamente. Portanto, a equipe permanece em seu plano criado na Inception 1: continuam trabalhando para o próximo lançamento de incremento do produto. (uma ótima oportunidade para outra festa de celebração!).
  2. A equipe lança o MVP; o contexto muda. A equipe e o trabalho ficam um pouco confusos; o plano da inception 1 não funciona mais. É hora de agendar outra inception.

 

Espero que você também aproveite esses insights compartilhados nesta retrospectiva e mantenha a felicidade de sua equipe nos picos.

 

Boas inceptions!