Durante as dinâmicas de grupo, uma equipe pode passar por quatro momentos que aumentará o nível de conhecimento da mesma. Os facilitadores devem observar como o grupo está interagindo e em que momento o grupo se encontra, assim decidir quando e como atuar para melhorar a interação e alcançar o objetivo desejado da dinâmica. Isso deve acontecer de maneira colaborativa, compartilhada e com a participação de todos no grupo.

A figura abaixo ilustra os quatros momento de uma dinâmica de grupo.

momentos-dinamica-grupo

Momento de formação

O grupo está em formação, No inicio de uma dinâmica o grupo pode não ter ainda entrosamento e confiança entre as pessoas, com isso não compartilham o conhecimento. As pessoas se sondam e o foco deve ser a aproximação delas.

Nesse momento inicial, o grupo ainda não entende o que e como vão alcançar o objetivo. O facilitador deve direcionar o grupo, explicando como será o trabalho em grupo, alinhando as expectativas e os objetivos da dinâmica. Criar um ambiente seguro em que todos se sintam à vontade para expressar suas opniões.

Momento de Conflito

O grupo vai contestar e pode gerar conflitos.  O grupo está trocando conhecimento durante o trabalho questionando uns aos outros (estão se testando, entendendo quem sabe o quê, como se expressam). Como estão se conhecendo e gerando opiniões próprias, contestando e pode haver conflito de ideia.

O facilitador atua para aumentar o envolvimento entre o grupo, para aproximar a equipe e cultivar a responsabilidade compartilhada. Ao identificar conflitos interrompa de maneira neutra, tentando organizar as ideias divergentes,  fazendo-as convergir.

Momento de Normalizar

O grupo irá normalizar, gerando um acordo. O grupo já tem uma compreensão um do outro e se instala um ambiente de respeito e amizade, começando a construir valores e regras de convivência e de trabalho. Atua como um verdadeiro time, trabalhando em prol do objetivo da dinâmica, compartilhando conhecimento e criando um ambiente colaborativo.

O grupo começa a trabalhar de forma auto-organizada. O facilitador explica a prática no início e revê o resultado ao final, reduzindo intervenções ao grupo, fazendo quando necessário ou requisitado.

Momento de Desempenho

O grupo tem alto desempenho (performance). Neste momento tem um ambiente de confiança entre as pessoas do grupo, o trabalho flui devido ao alto nível de colaboração e sinergia, resultando no auge de produtividade, satisfação e motivação de todos. Além de compartilhar o conhecimento começa a criar  seu próprio conhecimento.

O grupo está no pico da auto-organização. O facilitador se afasta do grupo, delegando responsabilidades a novos facilitadores que emergem do grupo. O facilitador deve somente acompanhar a dinâmica e apoiar os novos facilitadores.

Concluindo

Facilitar significa saber aplicar os métodos e as dinâmicas no momento certo, de forma a alcançar o resultado esperado. Para tanto, é preciso entender e fazer uma gestão do comportamento humano combinando e moderando a firmeza com o humor,  a disciplina com o tato, e o resultado com a colaboração. Tudo isso se torna mais fácil quando você tem o entendimento de qual momento o grupo está e como agir!

Interessado em atividades para a melhoria contínua do time?

 

Confira também os slides da apresentação da Mayra Rodrigues e da Carolina Vieira sobre esse assunto: